Moçambique no Campeonato Mundial Juvenil de Vela

Ezequiel, acabas de chegar de Portugal. Foste participar no Campeonato Mundial de Vela Juvenil organizado pela International Sailing Federation (ISAF), em Tavira, no sul de Portugal. Que idade tens?
-”Vou completar 18 anos em Agosto.”

Quem te acompanhou neste campeonato?
- “Fui acompanhado pelo César Sanches, que me deu o suporte.”

Gostas-te da experiência?
- “Sim, gostei imenso. Participaram 67 países, 367 participantes de todo o mundo nas categorias todas. Foi uma grande experiência para mim, fiz muitos amigos, aprendi muitas coisas relacionadas com a vela e com a competição. Estavam lá os melhores do mundo.”

O que aprendes-te?
- “Aprendi com um Dinamarquês que conheci a arriscar mais nas partidas. Hoje entendo que cinquenta por cento de uma regata é ganha na partida. Por isso temos de fazer boas partidas para apanhar o vento limpo. Eu tinha medo da partida adiantada porque isso implica dar mais uma volta.”

Como correu o campeonato?
“As condições climatéricas não foram muito favoráveis. Houve muito pouco vento. O vento só entrou depois da competição. Por isso, para mim, que sou bom em vento forte, foi um pouco difícil. O percurso também foi muito longo.”

Qual foi a tua classificação final?
-”A minha categoria é a Laser/Radial e fiquei em quinquagésimo-terçeiro.”

Moçambique tem boas condições para atrair estes campeonatos?
-”Temos condições de vento fantásticas praticamente o ano todo. Além de que temos um país turisticamente muito atractivo. Faz falta aos atletas moçambicanos participarem nestes campeonatos para aprendermos e conseguirmos ser melhor classificados. O Dinamarquês que conheci por exemplo, já tinha participado este ano em mais de trinta competições. Assim torna-se difícil competir com eles.”

Quem suportou os custos de transporte e alojamento para poderes participar neste campeonato?
-”O Clube Naval suportou os custos da viagem e uma parte do alojamento. O resto foi a Federação. Agradeço muito o suporte e a oportunidade!”

Comments are closed.